Bebê com Síndrome Compartimental recebe alta e ganha comemoração a 1 mês de vida na FAP

Comemorando seu primeiro mês de vida, Pedro Henrique ganha festa de mêsversário organizando pela equipe da UTI Neonatal do Hospital da FAP, regada de muito carinho e alegria.
O RN de Vanessa Kelly da Silva Souza, nascido na FAP, dia 04.11.2020 às 11h45, parto vaginal, humanizado, período expulsivo, banhado em mecônio, apgar 9/9, capurro 40s 2d. Sexo – masculino, peso – 3.110 g, Est-48, PC-35, PT-33.
Às 18h RN com edema, isquemia e dor ao toque em antebraço direito, HD: Síndrome Compartimental. Solicitado pelo NIR-FAP parecer para o NIR-Trauma para avaliação do vascular e ortopedista. No Trauma confirmado por Dr Cristiano Cruz (Vascular), a Síndrome Compartimental sem causa aparente. Levando o RN para o Centro Cirúrgico para o procedimento de Fasciotomia descompressiva do MSD. Fez uso de Antibióticos e curativo em ferida operatória, além de leite materno exclusivo e Fisioterapia. 

Pedro recebeu alta hospitalar com 1 mês de vida em uma comemoração a sua vida, e recebeu assistência de Dra Berta Luíza, da enfermeira Roberta Liliane e da fisioterapeuta Josineide Santino, além de toda a equipe assistencial da UTI Neonatal da FAP.

O que é Síndrome Compartimental?

A síndrome compartimental acontece quando existe uma grande pressão dentro de um compartimento de um músculo, sendo uma condição dolorosa e perigosa causada pelo acúmulo de pressão devido a hemorragia interna ou inchaço dos tecidos, fazendo com que o sangue não consiga circular até alguns locais, privando músculos e nervos do suprimento necessário. Os sintomas podem incluir dor, formigamento e fraqueza da área afetada. Nos casos graves de síndrome compartimental, é necessária uma cirurgia de emergência.