UTI NEO

UTI Neonatal é um espaço reservado para tratamento de prematuros e de recém-nascidos (RN’s) que apresentam algum tipo de cuidado ao nascer. Nem sempre os RN’s internados nas UTI’s neonatais estão doentes, por vezes são RN’s prematuros – nascidos antes de 9 meses de gestação ou de baixo peso, com menos de 2,5 Kg, que tem dificuldade em respirar, sugar e deglutir, já que estes fatores necessita de um amadurecimento que só acontece por volta das 34-35 semanas de idade gestacional, e para bebês com problemas cardíacos, icterícia ou que precise de cirurgias. A presença de profissionais e da família do bebê é imprescindível para o melhor tratamento e recuperação dos mesmos.

A unidade de terapia intensiva neonatal, é constituída por uma equipe multiprofissional formada por neonatologistas, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais os quais promovem a saúde e o desenvolvimento do recém-nascido e conta com os principais recursos (especialistas e equipamentos) necessários para que as funções vitais do bebê se desenvolvam corretamente.

Equipamentos que o bebê prematuro pode utilizar na UTI Neonatal

Incubadora – conserva o ambiente quente e regular, para ajudar o bebê prematuro a manter a temperatura corporal e para protegê-lo de infecções e barulhos.

Monitores de frequência cardíaca e respiratória – por meio de fios e adesivos colocados no peito e na barriga, consegue informar o ritmo de batimento cardíaco.

Oxímetro – uma pequena tira com luz vermelha coloca no braço ou pé do bebê prematuro, que regula a quantidade de oxigênio necessária para o bom funcionamento do organismo.

Cateteres centrais e periféricos – pequenos tubos inseridos nas veias do prematuro que ajudam administrar o soro e a medicação que ele precisa nos primeiros dias.

Ventilador – permite fazer vários tipos de ventilação, por meio de tubos colocados na boca ou nariz do bebê prematuro, e ajuda quando ele consegue respirar.

CPAP – é utilizado quando o prematuro precisa de ajuda para respirar, utiliza tubos que são colocados no nariz e fixos a uma toca.

Sonda gástrica – pequeno tubo que pode ser introduzido na boca ou no nariz e que vai até o estômago. Ajuda a verificar o conteúdo do estômago e a alimentar o bebê prematuro.

O RN é avaliado de forma multiprofissional constantemente. Durante o tempo de permanência na UTI neonatal os pais podem permanecer junto ao bebê acompanhando o tratamento e promovendo o bem-estar dele, sendo imprescindível para o restabelecimento dos RN’s. As mães recebem atenção, apoio e orientações sobre o aleitamento materno. Já os avós também possuem um horário específico para as visitas.

Na equipe multidisciplinar o trabalho desenvolvido é de grande importância. Devido à imaturidade dos sistemas, os recém-nascidos prematuros apresentam altos riscos de desenvolver complicações respiratórias e neuromotoras. Por esse motivo, atualmente nas Unidades de Terapia Intensiva Neonatais do Brasil, os serviços fisioterapêuticos são essenciais e imprescindíveis para que esses neo-natos passem por um processo de recuperação mais rápido e eficaz. A indicação precisa e o tratamento precoce aliado ao critério e bom senso trazem respostas altamente positivas.

Projeto Mãe Canguru – ação profilática e terapêutica que trata o paciente através do toque, utilizando o método canguru como recurso de sua terapêutica relacionando o aspecto cinético funcional com o psicoemocional.

Musicoterapia – Associado às técnicas fisioterapeutas a ação busca promover a humanização da assistência ao bebê prematuro e contribuindo na terapêutica proporcionando harmonia dos mesmos com o ambiente em que se encontram. Proporcionando relaxamento como também estimulação auditiva. Esta técnica é utilizada uma hora por dia deixando o ambiente mais aconchegante com a redução da iluminação e do barulho e a aplicação da musicoterapia.

Redes de balanço – a rede de balanço fica dentro da incubadora, visando melhorar a qualidade da recuperação do recém-nascido, favorecem um padrão flexor, melhoram a qualidade do sono e estimulam o desenvolvimento neuro psicomotor.

Assim, é essencial que a UTI Neonatal proporcione um ambiente acolhedor e aconchegante para o RNs para que ele se recupere mais rapidamente. Além disso o suporte e a equipe multidisciplinar são fatores determinantes no restabelecimento destes RNs, contribuindo para a diminuição da taxa de mortalidade, do tempo de permanência na UTI Neonatal e das eventuais sequelas decorrentes da própria internação.